O fantasma da inovação

O_fantasma_da_inovacao_id_publicidade_blog

Inovar não é só criar coisas diferentes, mas também fazer as mesmas coisas, só que de forma diferente

Muito tem se falado sobre inovação em todos os campos, mas especialmente nos negócios. Na área empresarial, coloca-se esse quesito como fator fundamental para a manutenção da competitividade, melhoria da performance e incremento de vendas.

Assim sendo, para ter sucesso, uma empresa precisa ser competitiva. Mas duas questões cruciais que assolam a maioria dos empresários é: Como inovar? Será que para vencer preciso reinventar a roda?

Uma das primeiras hipóteses para estas questões é a de que precisamos inventar algo completamente novo, surpreendente e altamente atrativo para o consumidor. E pensar que só dessa forma será possível alcançar o sucesso.

Porém, considero isso quase uma utopia. É extremamente complexo, caro e demorado criar produtos ou serviços inexoravelmente inéditos no mercado. Até porque vivemos em um mundo saturado de ofertas e informações, onde se tem a impressão de que tudo o que é necessário e até o que é supérfluo já foi criado.

Então, por onde passa a questão da inovação, senão na criação de bens ou valores? A resposta está dentro da empresa, e mais especificamente, dentro de cada um dos colaboradores da organização.

A criatividade, a pró-atividade e a experimentação, aliadas à tecnologia e a pesquisa podem gerar bons frutos nessa área. A inovação é muito mais do que a invenção de produtos novos. Ela compreende mudanças em estruturas, processos, atitudes e conhecimento.

A modernização de meios e métodos de produção, por exemplo, podem cortar gastos e melhorar o desempenho da empresa. A mudança de fornecedores ou a adoção de produtos substitutos em sua manufatura pode aumentar o poder de barganha e criar uma situação nova à companhia.

Passar a utilizar canais de venda alternativos, como franquias, venda direta ou licenciamento de produtos, podem incrementar o volume de vendas e fazer a empresa crescer. Vislumbrar novos nichos de mercado e identificar as reais necessidades dos consumidores também irá posicionar a empresa de maneira inovadora quanto à comercialização.

A inovação é um processo coletivo, que exige trabalho e conhecimento, e induz a uma mudança de percepção. Essa, por sua vez, será capaz de gerar ações com objetivo de criar valor e levar a empresa ao sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *