Planejamento de crescimento

A formulação estratégica bem feita minimiza os riscos e potencializa os ganhos  

Depois da consolidação do negócio, um dos maiores desafios ao empreendedor é fazer a empresa crescer, de maneira sustentável. E, sem dúvida, a melhor ferramenta para auxiliar nesse processo é o planejamento estratégico.

Um planejamento consistente integra diversas diretrizes e estratégias de competição, de marketing e de crescimento, além de programar a implantação e a mensuração dos resultados obtidos.

O perfil do administrador é fator determinante na implementação das ações que visam o crescimento do negócio.

O profissional mais agressivo pode apostar em novos produtos e em novos mercados como estratégia de crescimento. Já o mais conservador entenderá que os produtos atuais em seus mercados atuais já são suficientes para garantir o sucesso. Porém, em ambos os casos, existe vantagens e desvantagens que precisam ser avaliadas, de acordo com o negócio.

Ao focar na concentração de produtos atuais nos mercados atuais facilitamos a administração e temos objetivos claros. Mas corremos o risco de manter todos os ovos na mesma cesta, e deles todos se quebrarem.

Já ao diversificar produtos e mercados podemos dividir os riscos, mas também há a possibilidade de complicarmos a gestão do negócio, principalmente se nos voltarmos para campos não relacionados entre si.

Por isso, uma análise profunda das condições internas da empresa e as forças que a afetam (microambiente) em conjunto com a avaliação dos fatores socioeconômicos, políticos e culturais (macroambiente), é fundamental para se determinar a melhor maneira para crescer.

Como parte de um processo mais amplo, as estratégias de crescimento empresarial são responsáveis, quando bem sucedidas, por promover aumento do faturamento e dos lucros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *